quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Ametista


Ametista (SiO2)

Trata-se de uma variedade violeta ou púrpura do quartzo, cuja fórmula química é SiO2, muito usada como ornamento. É o 7º. em padrão de dureza. Uma provável origem para seu nome seria resultante da junção do prefixo grego a, “não” e a palavra grega methuskein, “intoxicar”, isto porque havia uma antiga crença de que tal pedra teria o poder de proteger seu dono contra a embriaguez.

A ametista também foi usada como pedra preciosa pelos antigos egípcios e era amplamente empregada por entalhadores na antiguidade. Contas de ametistas foram encontradas em túmulos Anglo-saxônicos e na Inglaterra.

É a gema mais preciosa do grupo quartzo.

Propriedades químicas

Cor

No século XX acreditou-se que a cor púrpura da ametista devia-se à presença do manganês Mn (metal de transição). No entanto, como era susceptível de sofrer alterações com o calor, acreditou-se que sua coloração tivesse causa biológica. Foi sugerido o tiocinato de ferro e houve quem afirmasse ter detectado enxofre no mineral.

Porém, trabalhos mais recentes revelam que a coloração da gema deve-se à impurezas férricas. Estudos complementares demonstraram que uma complexa interação entre o ferro e o alumínio seria responsável pela coloração. Quando exposta ao calor (a 500 ºC) a ametista torna-se amarela tomando o aspecto do citrino, e passa a ser designada apenas por ametista queimada. Veios de quartzo ametistas expostos em afloramento perdem facilmente sua cor original.


Locais e tipos de ocorrência



A ametista é um mineral amplamente distribuído. Porém os mais belos, destinados à ornamentação de jóias estão reservados em poucos locais. Tais cristais ocorrem tanto em veios como em rochas graníticas, ou, ainda, como camada de revestimento interior em geodes de ágata. Muitas ágatas ocas do Brasil e Uruguai contêm um punhado de cristais de ametistas no seu interior. Muitas das mais belas ametistas são provenientes da Rússia, especialmente perto de Mursinka no distrito de Ekatrinburg, onde ela ocorre em cavidades existentes em rochas graníticas. Muitas localidades na Índia têm ametistas e é também bastante encontrada no Sri Lanka, principalmente com seixos rolados.

As jazidas mais importantes, no entanto, estão no Brasil, nas cidades de Caetité, na Bahia, Montezuma em Minas Gerais e Palmeira no Rio Grande do Sul. Uruguai e Madagáskar também possuem importantes jazidas.

O coríndon roxo ou a safira com tons de ametista são, por vezes, chamados de ametista oriental, expressão mais freqüentemente empregada por joalheiros par abelos exemplares de quartzo de ametista comuns, mesmo quando não são provenientes de fontes orientais.

As informações contidas no texto têm origem no site Wikipédia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ametista

18 comentários:

cassiosvaldo disse...

que viagemmm esse blog auhahuauh
Não de ruim, pelo contrário, achei diferente o tema!
Ametista eu encontrava no barro nas fazendas do meu avô no interior!

E sobre os meus textos curtos, eu ainda to em aprendizado constante em relação aos blogs. A primeira vontade de todo blogueiro acho que é ficar ricdo com as publicidades mas não é bem assim huauha
O esquema é se divertir e informar o pessoal!

bjos

Bad Brain Machine disse...

belo blog, informativo e ao mesmo bastante inovador, serve tbm por fora como um blog gostoso e fácil de ler e se informar.
parabéns!

blog disse...

Conheço agora outro blog seu, Chris, e mais uma vez a surpresa.
Continua bem escrito.

Mas essa coisa de propriedades químicas - e terapêuticas - da cor é comprovada cientificamente?

Chris Cunha disse...

Cassiosvaldo,

Obrigada pela visita e comentário. Fico feliz que tenha conhecido também este meu trabalho e que tenha encontrado ametistas nas fazendas do seu avô. Pelo menos para você o segredo da pedra é o sabor de infância, não é mesmo? E isso é muito bom!

Chris Cunha disse...

Obrigada pelo incentivo bad brain machine!

Chris Cunha disse...

Blog, obrigada pelo gentil comentário. Qaunto a comprovação cinetífica... Bom, duvido muito que sim. Mas também sei que desde sempre as pedras são utilizadas pelas curas atribuidas a elas e supostos poderes místicos, além, é claro, de serem usadas para adorno. Dessa forma procuro trazer as informações que tradicionalmente, e quase todas as culturas, se procura ter sobre elas. É isso!

Cris disse...

Chris que geaça teu Blog ^^
Vc me visitou, lá no Frenesy lembra?

Amei aqui lindo \o/
Gostaria de saber como vc faz pra divulgar teu blog...e se quiser fazer parcerias eu topo *-*

http://crisfrenesy.zip.net/

Bjão.

MaxReinert disse...

Muito legal essas informações sobre as pedras.... A ametista realmente tem uma cor incrível... uma das mais lindas que existe!

Deivid disse...

nossa que diferente !!

super dez em!

achei seu blog tipo um meio de conhecer algo diferente, mas que porem existe a muito tempo, que o caso são os minerais (pedras)!

já que o assunto é esse, um dos meios de extratividade mais feitos são o de minerais !

mixi disse...

Oi Cris, vim retribuir a visita!
Adoro cristais, pedras semi preciosas e tenho algumas delas num pequeno recipiente na janela da minha cozinha, em meio às plantas...quando sinto que preciso, vou lá e aperto o meu cristal (parecido com esse da foto) e me sinto reconstituida.
Se a ciencia ainda não explica, não importa, o que importa é o que eu sinto quando faço esse ato tão simples...hehehe, coisas de pequenas bruxinhas, hehehe
Amei esse tema e o seu blog é muito bom!

Elaine Maciel disse...

Oie!

Gostei do Seu Blog!
Amei o posto, muito legal!

Visite o meu Também!

http://utopiadeemily.blogspot.com/

Fique a vontade,
Não se esqueça de comentar =)

Beijos e Boa Semana

Elaine Maciel

adam brown disse...

look this is the "diet" i told you about you should really enter the site :) bye enter the site

MH disse...

Tem uma perguntinha para as meninas no meu blog.
E eu queria saber sua opinião. Bj

: )

MH disse...

Valeu por ter participado da brincadeira la no meu blog. adorei tua resposta. bj. volte sempre viu : )

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Ingles. Daienne

Anônimo disse...

a pedra é muito interesante,comprei uma pebra dela bruta sem formato
comprei da coleção tesouros da terra da editora rede globo.

Anônimo disse...

Cara achei uma dessa ametista bruta tem 15 kg oq se pode fazer com ela?

Chris Cunha disse...

Você poderá levá-la a um gemólogo ou lapidário, para que seja avaliada a natureza da pedra. Sendo ametista, deverá ver sua qualidade e potencial para vir a ser aplicada em jóia, e então se verificar valor de mercado. Boa sorte!

AdSense